Pesquise Antes de Editar

Quando fui editar Minha Cinderela Interior fiz uma boa pesquisa sobre Editoras, preços, Editoras por Demanda, Editoras em Parcerias e outras coisinhas mais. Postei sobre o registro na Biblioteca Nacional, ISBN e até falei sobre a parte da divulgação que nós autores temos que fazer.

Essa semana, pela rede Linkedin, uma matéria acabou chamando minha atenção. O título é: “CUIDADO com a LP-Books (Editora LivroPronto)!!”

 Trata-se de uma denúncia, onde a autora Geyme Lechner conta como foi o problema que vivenciou ao editar seu livro com essa empresa. Além dela mesma ter que revisar e corrigir seu romance, o que constava no contrato que a editora faria, muitos outros problemas ocorreram.

“Os livros que paguei para publicar chegaram até mim, borrados de tinta, sujos, com folhas caindo do miolo, páginas em branco, numeração saltando de 100 para 200. Reclamei com o pessoal da editora, e para variar, uma vez mais, ninguém se responsabilizou pelo ocorrido, tive varias “explicações”, mas nenhuma solução.”

 Depois de muito reclamar, ela recebeu um e-mail do Sr. João Antonio de Carvalho (Editor Responsável da empresa em questão). Gente, vocês precisam ver o tamanho do desrespeito que a Geiyme, enquanto cliente, foi tratada… Claro que o caso acabou na justiça, pois só assim para resolver.

Fiquei imaginando, eu, escritora iniciante, sonhando em ver meu “filhotinho”  ganhar forma, toda feliz por ter conseguido de uma forma ou de outra editar meu livro… fiquei perplexa! O abalo emocional, o sonho quase sendo dissolvido diante dos meus olhos, a amargura de não ter uma resposta decente e… fora o grande desaforo!!

Essa foto de cima, retirei do blog da escritora, mas tem mais, chega a doer o coração! Para quem quiser ler a matéria na íntegra, é só clicar nesse link:  “Blog Boutique de Ideias.”

Fica a dica da Geyme para todos nós autores: Antes de publicar com determinadas editoras sob demanda, pesquise antes, averigue, pergunte para quem já publicou com a mesma para não correr o risco de comprar gato por lebre e sair na pior… Da boca para fora, todas têm as mesmas palavras prontas: “Somos respeitáveis, temos experiência, somos isso, aquilo…”!!


O Blog de Graziella Mafraly ganhou um Selinho!!

Verônica Sobreira, minha Madrilha do blog  Tribo do Livro, presenteou meu blog com este selinho:

Regras

1. Linkar o blog de quem você ganhou:

Ganhei esse selinho do blog Tribo do Livro!!!

2. Divulgar o selinho;
3. Colocar o selo no blog;
4. Escolher 10 blogs para presentear:

Brilho das Estrelas

Folhetim Online

Momentos de Leitura

Segredos em Livros

Rabiscando Desejos

Fleur De Lis

Diário de uma Escritora

Tatiana Mareto

Mágica Literária

Gangue do Livro Homo

Espero que gostem, tanto quanto eu!!


Feliz Dia do Escritor!!!

A todos os escritores, desejo que realizem seus sonhos de verem seus trabalhos publicado. Seja em um editora convencional, por demanda, seja de forma totalmente independente ou só por e-book. O que importa para a maioria é ser lido.

Se você conseguir viver disso, parabéns! Se não conseguir, não fique triste, pois não está sozinho (a). De qualquer forma, feliz dia do escritor!!


Cadastro na Página da Perse

Alguns amigos estão me perguntando porque tem que fazer um cadastro na Loja Virtual da Editora PerSe para comprar Minha Cinderela Interior.

Explico. Como a editora vai mandar o livro via Correio, ela precisa dos dados do cliente que está efetuando a compra. Não são todos os campos obrigatórios. Você pode fazer o cadastro mais básico se isso for da sua preferência.

Não precisa ficar assustado, pois a PerSe trabalha com o sistema pagseguro, o que além de facilitar (pois a compra pode ser feita até por boleto), eles devolvem seu dinheiro se não receber o livro em até uns 15 dias depois de confirmado o pagamento. Bacana, né?

Agora, sem medo nem preconceito, leve Minha Cinderela Interior para casa! Lembre-se que é um livro de conteúdo adulto, então não dê ele de presente para um menor.


Ressurgindo das Cinzas, tal qual uma Ave Fênix!!

Desculpa se sumi…

Viajei de ultima hora, nada programado. Vinte e três hora na quinta-feira foi decidido que as cinco da manhã sairíamos para Cambuí!

Fiz as malas correndo, rezando para não ter esquecido nada. Oito horas da manhã estava tomando café na casa do cunhado. Adoro o pessoal de lá!

Infelizmente, nem tudo saiu como planejado. Resumo da ópera: Fiquei sem internet a minha disposição, mas sobrevivi! Voltamos de ônibus (até aí, tudo bem), mas uma viajem de duas horas, levou quatro! Transito! Na estrada só se via as luzes vermelhas fazendo fila…

Cheguei na Rodoviária Tietê por volta da 00:30h! Detalhe, nesse horário não tem mais metrô! A fila do táxi era quilométrica e não tinha ninguém que eu pudesse ligar nesse horário (sem matar do coração) para pedir uma carona!

Certo, o metrô volta as quatro e ficar de bobeira por três horas e meia nem é tão ruim assim. Pena que eu não vi a lan-house logo que cheguei, ou tinha adiantado o expediente (rs). Vi coisas interessantes naquele lugar.

Pessoas se ajeitando para cochilar em cadeiras que não dá para se ajeitar; Toalhas de banho sendo estendidas no chão para realizarem pequenos pique-niques; Refrigerante de 600ml custando o mesmo que um de 2L (lei da oferta e da procura!); Um carrinho simpático que ia e voltava limpando o chão… Graças a Deus eles não cobram mais para se poder usar o sanitário!

Tirei até foto do relógio da estação para provar o horário que eu estava lá. Não adiantou muito, pois não consegui baixar as fotos para o computador.

Agora vamos ao saldo:

Chegamos em casa as seis da manhã. Ciático atacado (4:00h de ônibus + 3:30h na estação + 1:45h de condução para chegar em casa = ciático esbugalhado!)

Quer mais? Contraí uma virose que me fez passar uma semana de realeza! Sobrevivi e voltei!!

No próximo feriado, talvez eu volte para Cambuí!


Meu primeiro Workshop com a Profª Iêda Neres

Ontem participei de um workshop, que falou a respeito da energia das atitudes para se inserir no mercado de trabalho atual. O tema é tão interessante e abrangente que se você prestar atenção, os ensinamentos encaixam em qualquer âmbito da sua vida, seja profissional, pessoal, amorosa e etc (aqui deixo para você escolher o seu “etc”)

Falar a verdade, eu não sabia exatamente do que se tratava um workshop! Então, lá vou eu em busca de uma das maravilhas da humanidade: o Google!

WORKSHOP é um encontro de pessoas interessadas num mesmo tema e que se reúnem para discutir o assunto, onde são convidadas algumas personalidades importantes, como professores e doutores para fazerem palestras, porém a “plateia” não é apenas mera espectadora. Em determinados momentos ela é convocada a participar, normalmente vivenciando experiências que remetem ao tema em discussão.

Nosso encontro foi orquestrado pela Profª Iêda Neres, que além de ser uma excelente profissional, se mostrou um amor de pessoa. Atenciosa com todos os presentes, nos conduziu a um reencontro com nossas próprias perspectivas.

Profª Iêda Neres

Profª Iêda Neres

Certo, eu sou uma mala velha, meio sem alça… e acabei falando do livro que estou para lançar (Minha Cinderela Interior) e da minha nova vida como blogueira. Poderia até não ser o local mais apropriado, mas como estou vivenciando isso ultimamente, saiu natural. Conheci um pessoal muito bacana e me diverti.

Um dos pontos originais é o fato da Profªa Iêda também ser grafóloga (não confunda com artes místicas…). Isso significa que ela faz um estudo da caligrafia e assinatura da pessoa e traça um perfil, apontando seus pontos fortes, que você deve investir, e seus pontos fracos, que você deve trabalhar para melhorar. Conhecendo a si mesmo um pouco melhor, você começa a criar um diferencial para se destacar na hora de uma entrevista de emprego, por exemplo.

Ela fez o exame da minha caligrafia, mas eu só vou postar o resultado durante a semana. Assim você fica curioso e volta para saber um pouco mais da minha personalidade (agora deu medo…).

Mais uma coisinha. Acredita que eu descobri que não sei fazer curriculo?! Fiquei de boca aberta! Todo mundo pensa que sabe, tira um modelinho na internet e está tudo lindo… Engano seu, engano meu… Descobri que montar um bom curriculo (aquele que vai verdadeiramente apontar suas qualidades e conhecimentos) é uma arte!

Vou colocar um vídeo muito bacana que não é o mesmo que assistimos no workshop, mas também vale muito a pena.



Elas crescem e assim percebemos que envelhecemos!

Para mim, hoje é um dia muito especial! O amorzinho da minha vida, minha sobrinha Ágatha, está fazendo 12 anos. Estranho quando nossas crianças estão deixando de ser crianças…

Ela já está do tamanho da mãe dela e acreditamos que vai ficar uma moça alta (mais de 1,70m). Há pouco tempo atrás estávamos programando um banho de mangueira no quintal, ou quem sabe uma delicioso banho de chuva. Briguei com ela por que me enganou que comeria meio pãozinho na hora do café, mesmo depois de um pacote de bolachas (rs) e li seu primeiro conto (tão bom quanto os meus eram nessa idade), ouvindo-a dizer que ia ser escritora igual a tia.

Já estou com saudades da criancice da Ágata, pois agora ela já está ficando uma moça! Nas férias dela sempre jogávamos “Diablo 2″ em rede e a primeira vez que  ficou acordada até as duas da manhã foi comigo!! Que exemplo de tia! Acho que deixo minha irmã louca…

Por outro lado, já que sempre fizemos essas coisas e eu tenho mais de 30… quer dizer que talvez façamos isso ainda! Quem sabe ela fica criançona igual a mãe e a tia e ainda queira brincar de fazer feitiço na hora de confeccionar um bolo.

Para o amor da minha vida, desejo as coisas mais bela do mundo e muita felicidade! Que ela vença todos os obstáculos dessa existência e continue sendo essa garota maravilhosa que é.


Feliz dia do blogueiro!!

 

Nem faz tanto tempo que entrei nessa vida de blogueira… Conheço blogs que estão na ativa há três, quatro, cinco anos!! São eles que merecem um GRANDE E FELIZ DIA DO BLOGUEIRO!!

Para quem tem menos de um aninho (meu caso) só merece um Bom Dia do Blogueiro. Ano que vem a coisa muda de figura, então não fique triste, pois manter um blog no ar é mais dificil do que parece.

Para comemorar nosso dia acho que seria legal divulgarmos alguns blogs que gostamos. Sabe aquele blog amigo ou do seu amigo? Indique no Facebook, Twitter,  G1, por e-mail… Vai ser legal.

Aqui vão os meus:

Primeiro meus Padrinhos ;-)

Valery Ortega do Brilho das Estrelas

Verônica Sobreira do blog Tribo do Livro;

Pollyanna Reis do Momento de Leitura

Fábson Gabriel do Entre Leitores e Escritores.

Dayane Okipney do Etérea Essência;

Fábio Martins do Folhetim Online

 

Alguns amigos:

Tatiana Mareto – Tatiana

As Paranóias de Alastair Dias – Alastair Dias

Zarak, o Monstrinho – Alec Silva

Artesã Literária – Rafaela

Diário de uma Escritora – Vivi Maurey

Eu & Livros – Cláudia, Roberta e Rian

Penseira Literária 0 Estela Pilz

Pensamento Indelével – Aninha GR

Rabiscando Desejos – Rafael Junior

Represa de Sentimentos – Geninha (Maria Eugênia)

 

Eu queria por mais blogs, mas acho que exagerei…


Diálogos

Hoje encontrei um post muito interessante da Vivi Maurey no blog Diário de uma Escritora, falando a respeito da quantidade certa de diálogos que devemos colocar em nossos livros. O texto é uma delícia e confronta bem com as incertezas que muitos escritores (novatos ou não) tem a esse respeito.

Deixei um comentário no blog, que transcrevo logo abaixo e, como foi muito bem lembrado por ela, até  Neil Gaiman em Deuses Americano se utiliza desse recurso nosso de cada dia.

Acho que sofro do mal dos diálogos…
Sempre escrevi meus romances com muitos diálogos e já chegaram a me dizer que eu deveria escrever peças para teatro. Não faço ideia de como se faz isso, mas percebi que a sugestão em forma de “brincadeira” partiu de uma crítica.
Tentei mudar, mas sentia que meus personagens perderam parte do brilho, da vida, da personalidade ou coisa do tipo. Sabe quando uma pessoa fala gesticulando e você prende as mãos dela? O assunto morre, ela simplesmente “murcha”, e foi o que aconteceu comigo.
Briguei com meu estilo por um tempo, mas foi em vão. Tento moderar, mas para falar a verdade, adoro um diálogo.
Claro que vamos encontrar pelo caminho pessoas que não gostam, mas prefiro pensar naquelas que gostam, pois se a cada critica que recebermos formos mudar alguma coisa, acredite, vamos ter que reescrever nossos livros várias e várias vezes.
Enfim, diálogos – para mim – dão vida aos personagens.”

Esse assunto deve dividir opiniões, dê a sua também.


Tédio II

Está bem, não sei se isso tudo é tédio! Ontem estava mais com cara de tédio, mas acho que é mesmo um sintoma de ansiedade… A Minha Cinderela Interior está prontinha para lançar, mas estou esperando a última revisão para poder abrir no site da editora Perse e poder divulgar… Sniff!

Eu sei que estou me comportando como uma criança, principalmente pelo livro estar saindo só on-line, mas uma de minhas histórias mais água com açúcar está criando forma para voar… (como naquele vídeo lindo dos livros voadores).

Detesto ficar choramingando, pois isso nem é minha cara! Só que no dia 24 deste mês, a minha sobrinha linda e maravilhosa  vai fazer aniversário (12 aninhos) e eu queria marcar o lançamento do meu primeiro livro nesse dia tão especial.

Certo, o dia especial é dela, mas eu queria fazer uma homenagem já que ela já está ensaiando uns contos e diz que vai escrever um livro (…igual a tia!!) e ser escritora.

Tia coruja fica toda emocionada!!

Eu comecei a escrever mais ou menos nessa idade. Hoje eu me arrependo de ter jogado fora os meus cadernos de criança, pois acho que perdi uma parte muito importante da minha história, mas na época (como eu já disse) ficaria envergonhada de imaginar que alguém poderia ler aquilo.

Claro que vou incentivar a minha sobrinha a escrever, mesmo sabendo que é muito difícil ganhar dinheiro sendo escritora (rs). Paixão não se mede mesmo com cifras, não é mesmo?

Já fiquei mais animada! Quando descobrimos exatamente de onde vem o problema, fica mais fácil resolver.  Acredite, escrever um blog é mesmo uma terapia.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...